Amor, algo tão simples


Por anos, a humanidade busca o sentido da própria vida questionando-se claramente o motivo de cada segundo, cada momento, cada execução de algo. 

Um exercício rápido: Se não precisássemos comer ou nos vestir, o que você faria da própria vida?

Desde então o maior receio é da não existência após um período curto de consciência pura. Particularmente acho que teria maiores preocupações da confirmação de uma energia pura, nada some deste universo, só se transforma... E isto sim é um enigma.

Não acredito em acaso, também nem que tudo tem que a ver uma razão, mas é uma questão de fluxo de existência que mantém o universo equilibrado. Algo fora disto e aguarde uma abrupta movimentação para tudo voltar ao normal.

Entenda como quiser, não escrevo o texto exclusivamente para passar uma mensagem, mas para instigar a consciência.

O ser humano é impuro. Um organismo tão impuro pode-se dizer conhecer sentimentos a fundo? Eu sempre digo que uma das palavras mais perigosas já dita por um ser humano é a certeza

Certeza não existe. Se existisse o ser humano não teria tantos medos e dúvidas, e muito menos faria tanta besteira em nome de outros sentimentos que nada tem a ver com a confusão da própria pessoa.

Você sabe dizer o que é o amor? Não se preocupe, 90% da sociedade não sabe. É para poucos preparados e, geralmente, sentido por pessoas que sofrem (ou não) por estarem separados da sociedade da vida fútil criada por nós nesses últimos dois mil anos.

Os que chegam perto de saber ou sentir, sofrem por ver o quanto tudo esta errado. Por que reclamas tanto de um trabalho? Ou dos estudos? Da distância do ponto A para o ponto B? Da comida? Da própria vida?

O brasileiro médio "se joga em uma tela" que te proporciona o sonho (falso) intangível, te fazendo desejar algo que não precisa ser, te fazendo querer algo que você realmente não quer ter e que fala algo que você realmente não pensa em dizer.

Quero dizer: Você sequer sabe quem você é?

É só uma parte da imparcialidade conjunta que mostra exatamente a dificuldade de um ser humano sentir... Sim, bem simples, sentir.

Sentir saudades... Você sabe. Mas até onde você se manifesta para matar essa saudade? Manda um e-mail? Faz uma carta? Revisita um tempo com sua memória? Levanta da cadeira e vai matar essa saudade com as mãos? Acredite... Poucos fariam apenas um item.

Sentir tristeza... Você sabe. Mas mistura tanta coisa que não faz sentido algum e a transforma em um sentimento que não é amigo da paz.

Sentir duvida... Você sabe. 99% Das pessoas do planeta tem dúvidas, isto porque precisamos dizer o que pensamos para outros e colocar em cheque a opinião alheia para, por assim dizer, minha verdade prevalecer e assim eu me confortar com algo que eu digo. (Arrá, ter certeza). Já aqui, começamos o looping de erros sugestivos.

Sentir medo... Você sabe. Ativa nosso sistema de defesa, é algo mais animal do que humano. Para morrer, basta estar vivo. Para se estender neste mundo, basta ser sincero com você mesmo.

Sentir ódio... Você sabe. É a saída fácil, uma espada no coração e pronto, uma vida de amargura que soa ter gosto de um chá quente em um lugar bonito, um amargo que trás tristeza, que soa como algo luxuoso, algo que 90% do ser humano procura. Então, tristeza é o fator decisivo para viver "na segurança". Pensa um pouquinho na sua vida até hoje.

Sentir o amor... Poucos sabem. Para chegar neste estágio você tem que se limpar de todos os outros, entender, absorver e observar. Felicidade não esta ligada a algo tangível, mas a uma sensação de acordar de manhã e sorrir. É tão simples, mas para o mundo atual...

O amor não aceita nossas impurezas, não acata as dúvidas e muito menos aceita o ódio. Simples assim.

Então, como e por que tudo acontece? Pelo fato do ser humano não viver como deveria. Como ele deveria? Eu tenho a minha ideia, mas é só minha e não tem nada a ver com o que acontece hoje ao nosso redor.

Não se doa o amor, porque você não gera sozinho.
Não se desgastar, porque você só sente se estiver realmente preparado.
Não se dissipa, porque quando criado, esta vinculado eternamente.
Não julga, ele não existe por escolha.
Não te trás medo, porque esse amor gerado responde tudo que precisa ou quer saber da vida, e esse conhecimento é o único que pode trazer uma felicidade profunda.
Não afasta, porque ele só existe em conjunto.
Ele não acaba, porque... Vai saber quando realmente amar.

Com sete bilhões de pessoas no planeta é mais fácil "juntar" do que viver. Seja para criar um vinculo necessário de sobrevivência baseado em um ecossistema falho, ou pela falta da profundidade que a cada dia o ser humano tende a se afastar.

Todo mundo sabe amar, poucos realmente se arriscam. É um caminho sem volta... Soa assustador, não? Pois bem, é um caminho puro e limpo... Como explicar? É sentir.

Sentir que esta vivendo por algo, com suporte de algo, que é maior que tudo aquilo que o ser humano criou até hoje. Confirmando que sua existência está fazendo sentido e, mesmo assim, você não precisa desta tangibilidade. Você sente que está vivo... Sabe o que quero dizer? Aos que disseram não, entristeço.

Amor é puro, é saudável. Se sente que ele te faz mudar é porque estas voltando a ser a essência da existência. Se sente que muda algo na vida, é porque a sua vida está fora do natural, ou da real maneira que deveríamos viver neste planeta e no universo.

Fique a vontade para pensar, mais ainda de seguir suas próprias virtudes sem medo de ser julgado. Seja justo, transparente e sincero. Terá uma vida mais leve. Limpa sua alma do que não precisa e sua mente de pensamentos que não te fazem feliz. Faça uma revisão do modo que vive, abra seu coração e sua mente para tudo que existe. E isso é só um primeiro passo para chegar perto do amor.

O ser humano que é um pouco complicado, a vida é mais simples do que imaginamos...

Abs

-------------

Texto paralelo inspirado pela ótima blogagem coletiva "Amor aos pedaços".



3 comentários:

  1. Oi Júlio,
    que bom que você postou de novo para a BCAP. Pena que é a última fase, pois dá gosto ler seus textos. Adorei tudo o que li, mas destaquei apenas essa frase:
    «Não se doa o amor, porque você não gera sozinho.»

    Essa parte é MUITO importante. Tem muito escrito nas entrelinhas.
    Grata por se engajar na coletiva. Dia 15 AGO vamos ter algo mais, mas ainda é surpresa. Coisa ligeira :)
    Abraços.
    Rute

    ResponderExcluir
  2. Quando o amor é recíproco, tudo é espontâneo. Talvez o grande defeito do amor seja a falta de sincronicidade; ninguém ama na mesma medida que a outra parte e muitas vezes, apenas uma parte ama. A verdade é que precisamos nos sentir inteiros para poder amar outra pessoa. A relação entre dois inteiros é bem melhor do que entre duas metades. Duas metades incompletas quando se juntam não se completam. <3

    ResponderExcluir
  3. Nossa..quantas dúvidas me deixastes, quantas perguntas sem respostas...Um texto para aprofundar e reler.Amar é deixar-se levar pelo bem do outro..
    Paz e bem

    ResponderExcluir